Sejam bem-vindas ao Art'n'Crochet.
Para segui-lo,basta ter email e clicar em "participar deste site".
Quem tiver blog,deixe o endereço nos comentários que sigo de volta.
Para melhor visualização,dê um clique sobre as imagens.
Aceito encomendas pelo email: isvieira.croche@gmail.com
Obrigada pela visita e voltem sempre.

Sigam-me os Bons!!!!


736_SEGUIRAM_O_BLOG

terça-feira, 21 de abril de 2015

Me falta um pedaço....

Oi meninas.

Vim dar um alô pois sumi esses dias todos e tinha avisado que estava com alguém enfermo.

Infelizmente a notícia não é boa. Não foi exatamente uma pessoa,mas era como se fosse. Quem esteve mal foi minha fiel amiga Kitty e lamentavelmente ela não resistiu.

Quem não lembra ou não a conheceu,eis uma foto:


Gente,vocês talvez não possam imaginar como fiquei arrasada. Só consegui ficar um dia todo sem chorar na última 6ª. Até então,desde o sábado 11,quando aconteceu eu não parei de chorar. Não é exagero: fiquei uma semana com o rosto inchado e depois tive a impressão de que as lágrimas haviam se acabado.

Ela era minha amiga fiel. Onde eu sentava para fazer meus trabalhos,ela vinha pro meu colo.

Por vezes,ela pulava mesmo eu estando em pé. Pulava do chão no meu colo.

Nossa amigas! me arrasei de tudo. Não tinha cabeça para fazer nada nos dias seguintes,não tinha vontade de nada.... Só sentia dor e tristeza.

Somente agora consegui escrever aqui sobre ela. Sumi de todos os lugares,até do face. Só postei mesmo fotos de alguns trabalhos que estavam prontos antes. Mas foi só pelo compromisso de produzir novas peças e amostras e deixar para minhas clientes verem e se quisessem,encomendarem.

Agora estou voltando ao meu dia-a-dia rotineiro,mas nunca mais será normal. Ela viveu comigo por 6 anos e foi um tempo de muito amor,carinho,amizade,gratidão e de certo modo,uma dependência mútua entre nós.

Ela nasceu nas minhas mãos. Cuidei dela desde o 1º momento. Amei minha gatinha desde antes de vê-la nascer. Ela nunca me trocou por nada nem ninguém. Nunca saiu do perímetro de casa. Nunca foi na rua,na casa de vizinhos,nada. Sempre junto de mim.
Fomos muito felizes (eu e minha família,pois o amor dela era tão grande que mesmo dividindo com todos,sempre havia mais e mais...)
A falta que sentimos dela é monstruosa,dolorida e irremediável.
Hoje faz 11 dias de sua partida e continua muito duro conviver com a ausência,o vazio que ela deixou.

Não vai adiantar eu ter outra "filha". Aquele lugar sempre será dela. De mais a mais,nem estou pronta para receber outra "filha peluda" ou "filho peludo". Preciso sentir que estou preparada,mas se bem me conheço,não será tão cedo,se é que vai acontecer.

Bem,vocês são minhas amigas e leitoras e algumas pessoas ficaram preocupadas depois do último post onde eu falei a respeito de alguém doente,então o justo era que eu viesse falar o que tinha havido. Mas não tive condições de escrever antes.

Agradeço a todas que se preocuparam.;que Deus as abençoe.

Bjs.






2 comentários:

  1. Sinto muito, amiga...
    Eu perdi meu filhote há dois anos... morreu em meus braços... naquela manhã, parece que só veio se despedir e de repente o coraçãozinho parou.... fiquei um tempão com o Boby abraçada.... chorando e chorando... e meu marido do meu lado, depois meu sogro... todos sentimos muita a perda.... e sei que não é exagero o que está passando, porque eu mesma fiquei mais de uma semana chorando....

    Passou quase um ano e me apaixonei pelo meu Jimmy, um rapaz estava doando ele... e eu pensei , por que não? já não sofria tanto pelo Boby... mas estava com um buraco em minha vida... Jimmy não substituiu o meu Boby... mas está me ajudando a ser mais feliz... assim como o Boby fez. Quem ama esses anjinhos sempre vai sentir muito uma perda. Eles nos amam intensamente... e ironicamente, vivem tão pouco, ne? quem dera pudessem nos acompanhar até o fim de nossos dias tb...
    Bjo amiga e logo passa e ficam somente as lembranças gostosas com a Kitty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi minha amiga,obgd por vir comentar.
      É...a ausência dói demais. No dia tbm fiquei horas com ela chorando. Só não se foi nos meus braços pq nos últimos momentos ela se escondeu de mim. Tive a impressão de que meu sofrimento estava atrapalhando dela ir,sabe? Ela precisava partir e eu não estava deixando.
      E deve ter sido isso mesmo pq implorei que Deus a deixasse ficar e a curasse de tudo o que tinha. Eu estava em desespero pq via que ela estava indo embroa e não podia aceitar isso.
      Então,mesmo com mt dor no coração saí de perto,apenas para que ela não me visse em prantos como estava.
      Eu já tive outros gatos e gatas,muitos mesmo,mas ela foi única. Seu temperamento,seu jeito,suas manias eram únicas,diferentes de todos que tive,por isso não me vejo nem tão cedo com outro bichano por perto.
      Não descarto essa hipótese pq amo os felinos,mas não tenho idéia de como ou quando e se eu terei condições de ter outro/a.
      Vez por outra,ainda me corre uma lágrima,como agora há pouco enquanto escrevia sobre ela,mas são lágrimas "controladas". Até então eram crises de choro compulsivas.
      O tempo me trará alguma maneira de conviver sem ela,mas só o tempo....
      De fato,seria maravilhoso que eles vivessem mais tempo conosco. No meu caso com ela,gostaria de tê-la por todo o tempo que eu vivesse.
      Bjs.

      Excluir

Adoro ler seus recados.
Deixe o link do seu blog,para eu lhe retribuir a visita.
Bjs.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...